quarta-feira, 1 de julho de 2009

A História do Sebastião II

A Chegada do amigo Sebastião


O Sebastião conquistou toda a gente!


Claro que as mães, como sempre até aí, ao outro dia de manhã, já levaram novidades à Quica e como os gnomos passaram toda a noite a dormir nos cabelos delas, vinham cheias sonhoideis mirabulantes.

A mãe da Maria e do Manel , disse que tinha uma arca em casa e que a ia levar para a escolinha, para se guardarem as trapalhadas. A mãe do Mi, disse que tinha montes de "tralhas" que ia levar...e melhor, melhor que tudo, foi a mãe do Manel, que disse que ela ia FAZER o SEBASTIÃO!

Claro que toda a gente ficou entusiasmada. A Aprendeideias, começou logo a escrevinhar num papael, aquilo que era preciso pedir aos gnomos e a Quica recebeu uma ideia do gnomo barretinho amarelo, que pareceu fantástica.

Todos os meninos daquela sala, conheciam a filha da Quica que se chamava Ana, porque ela tinha estado naquela escolinha, durante algum tempo, a tomar conta deles e agora, estava numa ESCOLA de TEATRO!

Não foi preciso mais nada! Ao outro dia, a Ana foi à escolinha, com o Nuno que também estava na mesma escola dela. Sentou-se no chão, com todos os diabretes à volta e disse-lhes assim:

_ Sabem, o Nuno tem um Amigo que se chama SEBASTIÃO e que mora em Paris!(claro que houve logo umas vozitas que disseram" eu sei onde é...já lá fui"), mas o teatro onde ele mora vai fechar e o SEBASTIÃO vai ficar sem casa para morar!

- Oh!- disseram logo os meninos
- Ele pode vir para minha casa, disse o Paulo, eu tenho uma cama onde ele pode dormir!
A Nini também disse:
- Pode vir para a minha, pode vir para a minha! A Quica pequenina, refilou logo:
- Não vai nada para a tua casa! Vai para a minha!

Então a Ana e o Nuno, explicaram que se calhar o melhor era o SEBASTIÃO ficar ali na sala deles, porque assim todos podiam brincar com ele!

_ Sim, sim, Disseram todos. e começaram numa grande berraria, que até a Eduarda, que era a educadora da sala do lado, veio espreitar a ver o que se estava a passar!

Depois deste dia, a Quica, levou muitos livros de teatro para todos os meninos verem e todos os dias ficavam à espera que o SEBASTIÃO desse notícias.


Os Gnomos todas as noites andavam aterefados a construir os sonhoideias da Quica e da aprendeideias e o gnomo do barretinho vermelho, até já tinha perdido alguns cabelos, quando foi ao sotão procurar umas roupas engraçadas que por lá estavam esquecidas.

Então um dia, chegou uma carta! Era do SEBASTIÃO!Dizia que ia chegar nesse dia à noite. Vinha de avião!!!!

E agora? quem ia buscar o Sebastião?
O Manel, que morava perto do aeroporto, disse com uma vozita um bocadinho esquisita:

- A minha casa é pertinho do aeroporto! eu acho que se disseres à minha mãe, ela pode ir buscar o Sebastião! Mas se calhar o Gui não vai gostar dele...(eu acho que ele estava com um bocadito de medo do Sebastião, e então disse que era o Gui!)

Quando a mãe do Manel chegou, combinou-se tudo!

Ao outro dia, estava toda a gente com formiguinhas no rabiote, ninguém estava quieto!

Foi então que bateram à porta!
- noc,noc, Podemos entar?

Ali estava o Sebastião! Que grande que ele era! E que fatiota tão gira, mesmo á moda dos artistas! Até tinha um saco a tiracolo como o Nuno!

Ouviram-se palmas, e começaram todos a cantar:

Sebastião é um grande amiguito
Sebastião é um grande brincalhão
Sebastião já teve um teatrito
e agora
tem o nosso coração!

(esta canção foi inventada pelos gnomoideias)


Assim acabou o II capítulo da História do Sebastião! Qualquer dia há mais, porque ele teve muitas aventuras!

Beijinhos

12 comentários:

Lina Querubim disse...

:))) histórinhas ;) que nos encantam!
Beijinhos tem um bom dia!

Licas disse...

Olá Quica
Adorei e vou continuar a adorar ler as tuas historinhas.
Também eu o tenho feito e julgo que elas nos fazem reviver e sobretudo dar a conhecer a quem não sabe, a magia do ensino e quanto nos esforçamos por fazer dele uma alegria e uma verdadeira formação.
Virei mais vezes!
Obrigada
Beijinhos
Licas

Canduxa disse...

Adorei mais esta história do Sebastião.
Devem ter sido dias e anos muito felizes e cheios de magia, aqueles que passaste junto dessas crianças...nota-se, ela maneira como escreves e descreves esta história, que adoras crianças.
Cá fico à espera de mais aventuras do Sebastião.
Beijinhos com muita luz

pin gente disse...

sou a mãe do manel... e do gui e agora sou da margarida também.
tenho que lhe vir aqui mostrar o sebastião.
lembro-me bem de ir buscá-lo ao aeroporto e de o trazer para a escolinha(sentado no banco da frente).
e, antes disso, lembro-me de o ver nascer... cortado em retalhos... cosido... vestido...
bons tempos, quica!
tão bons que até me conseguem fazer chorar!

um beijo até à sua estrela
luísa

pin gente disse...

e não me leve a mal só ter cá vindo hoje... coisas da vida!

pin gente disse...

e agora vou inscrever o gui...
e comer.

que gordinha eu estou na foto!!!
porque seria? o gui já não era bebé... ou era?

Pó de Estrela disse...

Lina

ainda bem que gostas das histórinhas.
Esta, tem o condão de ser verdadeira e ter como protagonista, a nossa Pin Do Pin-gente.

Beijinhos lambuzados

Pó de Estrela disse...

Licas e Canduxa

Só um professor consegue saber o que vai na alma de outro. Isto se forem ou tiverem sido bons professores.
Sempre procurei ao longo da minha longa carreira, contribuir para que as crianças que passaram pelas minhas mãos, levassem de mim, o valor dos Valores Humanos, em primeiro lugar, depois a vontade de aprender e de saber e por fim, a serem seres mágicos que ao longo da vida fossem conseguindo espalhar a sua poeira e iluminar os céus de outros tantos. Agradeço a Deus ter-me dado oportunidade de crescer, aprender e sonhar com tantas crianças lindas, das quais guardo recordações que suavizam sempre as minhas horas mais difíceis. Nessa altura, penso que foi Deus que pôs no meu caminho esses pedaços de doçura e assim mostra a Sua por mim.

Licas, em resposta ao blog Mor, claro que te ajudo em tudo o que puder,é só dizeres. A minha próxima postagem vai ser de poesias para as estrelinhas mais novas. Penso que vais gostar.

Beijinhos da vossa Brincalhona Mor

Pó de Estrela disse...

Pin dos meus Gentes

Tanto nos une ao longo destes anos todos!
São momentos inesquecíveis e que são meio sustento para a minha alma, às vezes(quase sempre ihihih)tão faminta!

Se o Manel tinha 4anos, o Gui deveria estar na sala dos 2 anos!!!, com a Assis.

A Luísa estava linda mais gordinha, e eu estava linda mais magrinha!!!

Beijinhos da "sebastiana"

Tite disse...

E cá estou eu na grande expectativa para ouvir o próximo episódio desta linda história.

O facto de ser uma Avó e de não ter sido professora de estrelinhas não quer dizer que não tivesse ensinado toda a vida uns pigmeuzitos que passaram pela minha vida.

Pó,

Até já arranjei uma magia na barra lateral do meu blog para, ao clicar no anjo, vir aqui parar a este lugar encantado de imagens, fotos e contos empoeirados de estrelas,

Beijossss

Pó de Estrela disse...

Tite

Ou não fosses tu a minha Fada madrinha!!!! :)

leste o Dinis? anda entusiasmado com os nossos macacueques!!!

Beijinhos

Tite disse...

Claro que li.

Por isso me lembrei da tal Magia para encaminhar os meus leitores para o teu blogue de contos para estrelinhas.

Já viste?

Beijosssss